contato@graficafutura.com.br | (16) 3307-5156 | (16) 99962 6405

Fechamento de arquivo: Saiba quais sao os principais tipos antes de escolher

28/12/19

O processo de impressão é muito mais do que fazer o design e mandar o arquivo para gráfica, existe um passo muito importante, conhecido como processo de arquivamento, e que muitas vezes é esquecido. Esquecer desse passo pode gerar dor de cabeça, uma vez que pode causar atrasos na entrega ou um produto final sem o acabamento desejado.

Um ponto importante para entender sobre esse assunto é saber a diferença entre arquivo aberto e fechado. Arquivo aberto é aquele que permite modificação na sua arte, enquanto o fechado é aquele que não permite nenhum tipo de alteração, ou seja, é o produto final ao qual deve ser mandado para gráfica.

Exitem inúmeros formatos de arquivamento que podem ser selecionados, de maneira que, na hora de decidir, gera muita confusão. Para facilitar essa decisão, fizemos uma lista com os métodos de arquivamento mais utilizados.

Adobe PDF (Portable Document Format):
Um dos mais utilizados no mundo, tem a vantagem de poder ser acessado de varias plataformas e aplicativos diferentes. Este tipo de arquivo é um padrão de captura e precisão de informações. Esse formato é o mais indicado para processos de editoração e impressão.

TIFF (Tagged Image File Format):
Formato muito utilizado para impressões de imagens e fotos que não podem perder a qualidade, visto que ele efetua um armazenamento de alta qualidade. Seu suporte se estende pela maioria dos softwares, além de permitir a compactação de artes de fundo transparente, além disso, é compatível com quase todos os sistemas de cores.

EPS (Encapsulated Postscript):
Ideal para impressões que precisem de uma boa incorporação de bitmaps e vetores. Atualmente é o mais indicado para casos onde não se sabe se o programa de edição e leitura pertencem a mesma plataforma.

PNG (Portable Network Graphics):
Esse formato suporta imagens com fundo transparente e proporciona compactação de imagens com alta qualidade sem perder informações. Como foi desenvolvido especificamente para ser usado na internet, não suporta o padrão de cor CMYK, e por isso não é muito indicado para impressão.

JPEG (Joint Photographic Experts Group):
Este tipo de arquivo possui alguns níveis de compactação para web ou impressão, sendo seu formato raster ou bitmap. Nao se recomenda seu uso para impressão, caso seja necessário uma boa qualidade no resultado final das imagens, visto que ele perde algumas informações ao fechar o arquivo, que pode gerar em diminuição de qualidade e altercação do tamanho. Suporta os padrões CMYK, RGB e Grayscale, porem não suporta fundos transparentes.

Nao sabe onde fazer sua impressão com qualidade, preço baixo e funcionários que realmente entendem do assunto? Confira nossos serviços clicando aqui, ou entre em contato conosco clicando aqui!

  1. fake rolex cheap disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.
    that might just be me because i’m horror obsessed.

Deixe o seu comentário!